Pesquisar este blog

- Rancho D'Ajuda - Como plantar alho Poró - Que Delícia de Roça! Como fazer doce de figo cristalizado - Gir leiteiro como o próprio nome diz - Como plantar Kiuí - Como plantar pimentão - 3 dicas para quem quer plantar tomate - momento de plantar - Que Delícia de Roça! Broa de fubá - Maracujá roxo é nova opção para agricultores - Que Delícia de Roça! Como fazer galinhada Rancho D'Ajuda

segunda-feira, 20 de março de 2017

Como produzir silagem de milho com qualidade

Resultado de imagem para silagem com milho
Práticas de manejo adotadas de maneira integrada garantem silagens de boa qualidade e a continuidade de um processo adequado de preservação da forragem
Forragem e concentrados são responsáveis pela maior parte do custo de produção de leite. Em algumas fazendas esses itens podem representar até 70% do custo de produção. Tamanha dimensão está no fato de a qualidade do volumoso e da silagem de milho ofertados ser considerada de vital importância na viabilidade do processo produtivo. Deixar de produzi-los com eficiência significa baixa produtividade no rebanho e aumento dos custos alimentares devido à maior necessidade de compra de insumos.
Uma maneira objetiva de aumentar o retorno da atividade leiteira é certamente capturar o máximo de nutrientes de cada ingrediente utilizado na dieta. Em uma receita tradicional, próximo de 50% do que uma vaca leiteira irá consumir poderá ser silagem de milho. Desta maneira, o máximo aproveitamento da silagem se torna de grande importância.
A definição de silagem de qualidade sofreu transformações ao longo do tempo. Inicialmente, o enfoque era a produção máxima de volume de massa verde por hectare, como forma de obter um alimento de baixo custo. Nas décadas de 60 e 70, com a evolução do nível genético das vacas, passou-se a buscar a produção de uma silagem com maior teor de grãos. Estudos, na época, demonstravam que os grãos eram mais digestíveis que folhas e colmos.
Entretanto, não havia um conhecimento da constituição química dessas silagens. Nesse sentido, estudos recentes demonstraram que silagens com menores teores de FDN (Fibra em Detergente Neutro), que representam a fração fibrosa do alimento na parte verde da planta, combinada com alta proporção de grãos, resultavam em silagem de melhor qualidade.
Mais recentemente foi demonstrado que a constituição do grão de milho influenciava na qualidade da silagem. Híbridos de milho com textura mole têm maior digestibilidade do que os híbridos de milho com textura dura. Estes novos pensamentos são somatórios, ou seja, a produção de uma silagem de boa qualidade deve ter alta produção de toneladas por hectare, com alta proporção de grãos de textura mole e com baixo teor de FDN.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TOP 10: Mais Acessadas

Arquivo do blog